COMPARTILHAR

CLORETO DE MAGNÉSIO

Por Leslie Avila

Todas são situações comuns e rotineiras de muitas pessoas da atualidade, principalmente quanto ao consumo de cafeína, álcool, ingestão de açúcar e alto estresse.

Portanto, para não existir a falta de magnésio e restaurar esse mineral nos níveis normais e voltar a ter um funcionamento correto do corpo, é essencial ingerimos alimentos com o elemento magnésio ou consumir suplemento cloreto de magnésio.

O cloreto de magnésio é considerado um suplemento alimentar com muitos benefícios para a saúde, ajudando-nos a manter a vitalidade do corpo, revigorando-o, e auxiliando no combate e prevenção de inúmeras infecções.

Pode ser utilizados em indivíduos de todas as idades, sempre observando suas indicações e até mesmo contra-indicações pelo uso equivocado.

Em sua composição encontram-se os elementos cloro e magnésio, que conferem muitos benefícios à saúde e inclusive a aspectos estéticos. Sua utilização acontece desde finalidades industriais até finalidades medicinais.

Entre os benefícios do uso de cloreto de magnésio, encontramos:

– Para o tratamento de artroses e artrites, é um dos suplementos minerais mais importantes e fundamentais em seu tratamento.

– Nos casos de nevralgias do de nervo ciático, bicos-de-papagaio, calcificações da coluna e de outras partes do corpo.

– O cloreto de magnésio atua como um calmante, relaxando nossos músculos, artérias e nervos excitados.

– É um grande purificador do sangue, atuando no equilíbrio seu pH. Como resultado dessa atividade, é possível prevenir muitas enfermidades.

– Atua auxiliando na eliminação do ácido acumulado nos rins, estimulando o bom funcionamento e a saúde renais.

– Estimula o metabolismo cerebral e a transmissão dos impulsos nervosos, contribuindo, assim, na manutenção da saúde mental e neurológica, enxaquecas, depressão, tiques nervoso, crises emocionais, ansiedade, apatia, etc.

– Combate a insônia devido à regulação da produção da melatonina que é o principal hormônio regulador do sono, proporcionando assim um descanso melhor para recuperação das energias orgânicas, refletindo positivamente no metabolismo geral.

– Excelente suplemento para os atletas ou indivíduos com alto rendimento físico, uma vez que ajuda na prevenção e no combate das lesões musculares, cãibras, formigamentos, fadiga e/ou esgotamento muscular.

– Influencia diretamente nos níveis do hormônio testosterona, que é um dos principais responsáveis por ganho de massa muscular. auxiliando e promovendo o desenvolvimento e a recuperação de tecido muscular.

– Atua no bom funcionamento do sistema cardiovascular, prevenindo as doenças cardíacas e/ou vasculares, regula os batimentos cardíacos, assim como age em casos de hipertensão.

– Colabora na diminuição dos níveis do colesterol ruim, estimulando a boa circulação do sangue e prevenindo doenças.

– Sua atividade anti-estressante ajuda a combater a depressão, os enjoos e fadiga.

– Tem muita importância na regulação da temperatura corporal.

– No aspecto gastrointestinal, previne as hemorroidas pela melhoria do funcionamento intestinal, auxilia nos casos de colites, nas prisões de ventre, ajuda os processos digestivos, evita cólicas abdominais, indigestão, gases, vômitos e constipação, uma vez que é considerado um laxante natural.

– Na saúde sexual masculina, previne problemas de próstata, ajudando a combatê-los.

– Estudos científicos apontam que o cloreto de magnésio pode ajudar na prevenção e a combate a tumores malignos.

– Fortalece o sistema imunológico, atuando na prevenção e no combate às infecções bacterianas, fúngicas e/ou virais, mucosidades, além de outras doenças mais graves. O fortalecimento da imunidade é especialmente importante para os idosos ou com doenças crônicas, visto que uma simples infecção pode trazer complicações mais graves e inclusive o óbito.

– Atua como anti-oxidante, minimizando o envelhecimento precoce, conferindo vitalidade ao corpo e a regeneração celular.

– É de suma importância na prevenção da osteopenia e da osteoporose, pois atua como um fixador importante de cálcio nos ossos.

– Previne a formação de cálculos renais, por impedir que o oxalato de cálcio se acumule nos rins.

– Na saúde feminina, diminui os sintomas da TPM e estimula a regulação dos hormônios.

– Combate os radicais livres, evitando a degeneração celular.

– O cloreto de magnésio favorece uma correta produção do colágeno, garantindo assim uma pele mais linda e mais jovem, uma vez que o colágeno e a elastina são proteínas fundamentais para manter a saúde, a beleza e a vitalidade da pele. O mesmo colágeno também ajuda na integridade dos tensões, dos ligamentos, do cabelo e das unhas.

– Atua na limpeza arterial, prevenindo, com isto, a arteriosclerose.

– Ajuda no emagrecimento corporal devido à ativação das enzimas responsáveis pela quebra do ciclo do excesso de alimentação. Há uma diminuição na ansiedade e no desejo de comer, além de promover uma sensação de saciedade mais prolongada.

– Níveis adequados de magnésio garantem maior absorção dos nutrientes e minerais, como o cálcio, fósforo, potássio, sódio, e de diversas vitaminas, com isto, favorecendo o perfeito funcionamento orgânico.

– Atua regulando a ação da insulina de acordo com os níveis de açucares no sangue, mantendo os níveis sob controle constante. Deste modo, é indicado para prevenir diabetes e tratar a enfermidade, pois torna as células sejam mais sensíveis a insulina, beneficiando o metabolismo e ajudando a curar tal doença.

– Mulheres gestantes podem beneficiar-se alcançando uma gravidez saudável pela diminuição dos riscos de osteoporose e durante o trabalho de parto o magnésio ajuda a aumentar a tolerância a dor, ajudando assim a ter um parto tranquilo e com menos dores.

Mesmo com seus inúmeros benefícios para a saúde, em alguns casos é contra-indicado e por isto sempre é aconselhado consultar previamente um médico ou um nutricionista para fazer uma avaliação e saber se não há restrições que contra-indiquem o uso desse produto.

As contra-indicações conhecidas são:

– Deve ser evitado por pessoas que apresentem quadros de diarreia, devido ao seu efeito laxativo.

– Pessoas com doenças renais devem evitar seu consumo, especialmente as que sofrem de insuficiência desses órgãos.

– Em casos de colites ulcerosas, não deve ser consumido, uma vez que pode agravar as diarreias.

– Pessoas que estejam tomando antibióticos, podem ter sua ação diminuída pelo uso de o cloreto de magnésio e por isso recomenda-se ingeri-lo 3 ou 4 horas antes de tomar o antibiótico.

O cloreto de magnésio pode ser encontrado em cápsulas ou cristalizado à granel, que requer uma maneira específica para ser preparado, o que dá mais trabalho no seu preparo.