COMPARTILHAR

MORINGA

A moringa (Moringa oleifera Lam.) é uma planta nativa do Norte da Índia, considerada um “Milagre da Natureza”, cresce atualmente em vários países dos trópicos, inclusive no Brasil, onde foi introduzida como planta ornamental na década de 50.

É um arbusto ou árvore de pequeno porte, de crescimento rápido, que alcança 12m de altura.

A planta produz uma diversidade de produtos valiosos dos quais muitas comunidades locais fazem uso há milhares de anos, sendo inclusive citada na Bíblia, em Êxodo, 15:20-25 e Apocalipse, 22:1-3,  como “Árvore da Vida”.

Por suas propriedades alimentícias, pode ser utilizada no combate à fome no mundo, em tratamentos de desnutrição, em pacientes convalescentes e em dietas restritivas de alimentos de origem animal, pois é rica em proteínas com um balanço excelente de aminoácidos essenciais (aqueles que precisamos ingerir pois o corpo humano não os produz), vitaminas e sais minerais.

Segundo os estudos mais recentes, possui as seguintes características:

a) Sete vezes mais vitamina C que a laranja.

b) Quatro vezes mais cálcio que o leite de vaca.

c) Duas vezes a proteína do iogurte.

d) Quatro vezes mais vitamina A que a cenoura.

e) Três vezes mais potássio que a banana.

f) 27% de proteína em suas folhas, equivalente à carne do boi.

g) Mais ferro que o espinafre.

h) Vitaminas presentes: A, Complexo B (tiamina, riboflavina, niacina), C, E e β-caroteno.

i) Minerais presentes: Cromo, Cobre, Fósforo, Ferro, Magnésio, Manganês, Potássio, Selênio e Zinco.

Os frutos verdes, folhas, flores e sementes torradas são altamente nutritivos e consumidos em muitas partes do mundo.

O ÓLEO obtido das sementes da Moringa pode ser usado no preparo de alimentos, na fabricação de sabonetes, cosméticos e como combustível para lamparinas. A pasta resultante da extração do óleo das sementes pode ser usada como um condicionador do solo, fertilizante ou ainda na alimentação animal.

As FOLHAS podem ser consumidas cruas ou cozidas, em saladas ou refogadas; também batidas apenas com água, misturadas a sucos de frutas ou ainda na forma de chá.

As FLORES, só devem ser consumidas cozidas, fritas na manteiga ou misturadas a outros alimentos.

Os FRUTOS VERDES ou VAGENS são também muito nutritivos, contendo todos os aminoácidos, sendo preparados de forma similar às ervilhas verdes, possuindo um sabor próximo ao dos aspargos.

Em alguns países em desenvolvimento, a água dos rios e de outras fontes naturais, é utilizada para consumo humano e uso doméstico em geral, podendo ser altamente túrbida, particularmente na estação chuvosa, contendo material sólido em suspensão, bactérias e outros microrganismos. É necessário que se remova a maior quantidade possível desses materiais antes de usá-la para consumo.

As descobertas recentes do uso de sementes trituradas de M. oleifera para a purificação de água, a um custo baixíssimo, constitui uma alternativa da mais alta importância. Tais sementes utilizadas desta maneira, abrem possibilidades que asseguram que os países emergentes possam ter água saudável, limpa e potável para o uso doméstico. Poderão, sem duvida, transformar-se numa solução para reduzir a incidência de doenças provocadas por água impura, que representam uma das principais causas que levam à alta incidência de morte entre as populações, especialmente entre crianças e anciões.

O seu consumo tem demonstrado resultados medicinais positivos no tratamento de prostatites, câncer da próstata, reumatismo, tumores, lúpus eritematoso, artrites e outras doenças auto-imunes, hipertensão arterial, hepatite, mobilidade gastrintestinal, viroses, epilepsia, fadiga crônica, males causados pelo tratamento de câncer, tratamento pré-natal, no glaucoma, da má nutrição de adultos e crianças, da redução da obesidade, controle do colesterol, cura de irritação gastrointestinal, de dermatoses, de bronquites e de inflamações de mucosas em lactentes. A planta produz efeito renovador das células epiteliais, dos órgãos sexuais e do cérebro.

Estudos de suas flores e sementes, demonstraram sua eficiência em dezenas de doenças: é anti-diarréica, antiinflamatória, anti-microbiana, anti-espasmódica, anti-diabética, diurética, vermífuga.

 

Apocalipse, 22:1-3 – O livro da vida

  1. Então o anjo mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.
  2. No meio da sua praça, de um e de outro lado do rio, estava a Árvore da Vida, que produz doze vezes por ano, dando seus frutos de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde e cura das nações.
  3. E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estarão os tronos de Deus e do Cordeiro, e os seus servos os servirão.

Êxodo, 15:20-25

  1. Então Miriã, a profetisa, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças.
  2. E Miriã lhes respondia: Cantai ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro.
  3. Depois fez Moisés partir os israelitas do Mar Vermelho, e saíram ao deserto de Sur; e andaram três dias no deserto, e não acharam água.
  4. Então chegaram a Mara; mas não puderam beber das águas de Mara, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara.
  5. E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber?
  6. E ele clamou ao Senhor, e o Senhor mostrou-lhe uma árvore, que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces. Ali lhes deu estatutos e uma ordenança, e ali os provou.

 

Por Leslie Avila