Certa vez, um caboclinho, menino bonzinho que gostava de brincar, da mãe cá se perdeu.

Brincando com os amigos seus, fez da casa se afastar. A noite, já então, chegava e, pela distância que estava, não conseguia se orientar para voltar. Conforme mais caminhava, mais longe ele ficava. Conforme mais procurava, mais ele se desencontrava. Nesta hora, então, já com fome, com frio e confuso, começou a se aquietar, buscou uma árvore frondosa para se aproximar e lembrou dos ensinamentos que, aos poucos, ia aprendendo conforme sua mãe ia falar. Lembrava aos ouvidos, “filho, nunca esqueça de onde você vem.

Lembra que todo caminho que a gente passa, também, alguma coisa a gente têm que olhar. Todo caminho tem algo importante que a mente, naquele instante, é preciso recordar. Filho, quando a gente está sozinho, é a hora que o Pai se aproxima para nos ouvir, para falar o que a gente têm e Ele, aos poucos, ensinar também o caminho melhor a seguir. Filho, na hora da dificuldade, lembre, então, de uma oração, pois Nosso Pai é também nosso Irmão e sempre vai estar lá para nos ajudar”. A mente do caboclinho pensava… Matutava… E lembrava… Tantas vezes a mãe falava e tanta saudade, nessa hora, que sentia da boa senhora que ao filho com amor sempre cuidava. Das lembranças que teve, então, lembrou dos caminhos que passou, quais eram os pontos que a sua mente lembrou para que ele pudesse voltar? Lembrou do barulho que o riacho tinha. Lembrou das casinhas pequeninas e dos animais que via por lá. Lembrou-se que, quando andou, seu pés no chão machucou com as pedrinhas pontiagudas que só tinham em um lugar. Desse jeito, a mente fez um caminho perfeito e, com paciência, começou a retornar. Logo mais adiante, os ouvidos começaram a escutar o riacho elegante que fazia se mostrar. De lá, entendeu, o caminho seu e continuou a caminhar. Mais um pouco avistou pequenos animais criados com amor, que chamou-lhe a atenção, mesmo na escuridão, os animais em alvoroço, percebendo a presença do pequeno moço, fez lá, então, um barulhão! Mais um ponto recordado. Mais um caminho caminhado que auxiliava em sua direção ao ponto mais difícil. Fechou os olhos o pequenino e começou a orar, disse então “óia, Pai meu, muito caminho o Sinhô me deu, me ajude a voltar, pois minha mãe deve tá preocupada, já é tarde, já fiz grande caminhada e ieu preciso ela encontrar”. Ao passo que a oração mal tinha acabado, ouviu de longe alguém chamando o seu nome muito baixo. Olhou então preocupado e lá se vinha ela, outra vez, vossa mãe, como sempre fez, preocupada em seu encauso. Tão contente ele ficou que ao chão se ajoelhou e à Deus começou a agradecer. Das coisas que lembrava nesta hora, a saudade foi embora e a alegria lhe fez ter.

Quantas vezes, na dificuldade, não perdemos o nosso caminho? Quantas vezes a nossa mente se esquece e a gente continua seguindo? Quantas vezes os ensinamentos que de Deus nos foi mostrado na hora da dificuldade? A mente não lembra e, assim, sofre mais em seu trabalho. Quando você tiver um caminho e que a dificuldade aparecer, lembrem do amor e da fé e da Mãe que cuida de você. Pois no alto, um olho de amor, um manto redentor e uma mão sagrada sempre está em sua caminhada para poder lhe socorrer.

Nossa Mãe dos pequeninos, Nossa Mãe de todos os filhos fez sempre nos olhar. É a Mãe de todas as horas. É a sagrada Nossa Senhora que está sempre a nos ajudar. Se você se perdeu de teu caminho, eleve o seu pensamento. Lembre dos pontos de sua vida que importante se fizeram. Lembre de todas as alegrias que Deus nos caminho te deu. Lembra de tudo que você pode de bom recordar e, então, o seu caminho, vencendo esses espinhos, Nossa Mãe vai te ajudar. Aquele que quer com amor, sempre volta à casa de Nosso Senhor. Aquele que, um dia, da casa se perdeu, Nossa Mãe, com o Filho Seu, vai de novo lhe buscar e você, então vai entender que a dificuldade ou provação é apenas uma oportunidade e você encontra a bondade da Mãe, do Pai e do Filho na divina redenção.

Irmão Espiritual Preto Velho Pai Thomaz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário.
Por favor, coloque seu nome aqui