“O Cristo Jesus, quando passou nesta terra como um ser, como nós, na condição fisica não teve nenhum privilégio. Ele recebeu um veículo para passar por essa experiência de vida corpórea para ensinar a todos que tudo é possível quando se tem confiança naquilo que se quer fazer, para nos ensinar como realizar, para nos trazer lições e, aquele que põe em prática essas lições, se desenvolve naturalmente em todas as áreas. É necessário lembrar a todos que o Cristo não veio ensinar religião, mas sim religiosidade. Há uma diferença muito grande, pois a religiosidade é o amor ao próximo, é a ligação com Deus, a ligação com o Criador, para que cada um tenha a condição que Ele teve e tem de afirmar: Eu e o Pai somos um. Lembrando de Sua afirmativa que tudo o que Ele fez, nós podemos fazer e muito mais. Ele disse e cabe a cada um acreditar. Cabe a cada um confiar em Suas apalavras e, assim, praticá-las.

O Cristo veio ensinar a todos como progredir financeiramente. O Cristo veio ensinar a todos como serem bons profissionais. O Cristo veio ensinar comos ser um bom pai, uma boa mãe, um bom irmão, um bom filho. O Cristo veio ensinar o ser humano a ser… humano! Sendo você humano com todos irá se destacar em qualquer área que atuar. Ser um bom pai, um bom filho, uma boa esposa, uma boa mãe, um bom profissional porque há humanidade em você.

Infelizmente, a maioria das pessoas enxergam no Cristo apenas um líder religioso que veio falar para grupos, separadamente, dentro de casas religiosas e o que a humanidade fez? Aprisioaram o Cristo, aprisionaram os Seus ensinamentos dentro das Casas Religiosas, dentro das igrejas, das congregações, dentro das casas espíritas e não colocam para fora, no seu dia a dia os Seus ensinamentos. Quando estão no seu cotidiano, esquecem-se das palavras do Mestre. Quando tem dificuldades, retornam as suas casas religiosas e ali querem praticar o que o Cristo ensinou. Quando saem da casa,  continuam agindo diferentemente daquilo que o Mestre exemplificou.

As lições do Mestre são para serem praticadas a cada instante. Tudo o que Ele fez, tudo o que Ele ensinou, é útil a cada momento da sua vida.

O que há de Cristo em você? O que há de Cristo em seus pensamentos? O que há de Cristo em seus sentimentos?

Essa é uma avaliação pessoal para que possamos, assim dizer: Eu e o Cristo somos um, pois eu pratico aquilo que o meu Mestre me ensina e, com esta prática,  eu mantenho a minha mente em paz, pois o Mestre disse – Minha paz vos dou. Eu não vos dou a paz dos homens, pois estes não têm paz, vivem turbulentos na agitação do mundo. Mas Eu te dou a paz de Deus, pois com esta paz a sua mente sempre conseguirá produzir, cada vez mais; uma mente turbulenta não enxerga a si mesmo, não enxerga a capacidade que ela tem  de solucionar o problema porque o excesso de preocupação a limita. Uma mente em paz, naturalmente, produz muito mais e é esta paz que o Cristo vem trazer para cada um para que cada qual, em sua capacidade, possa vencer as dificuldades, possa vencer os problemas, tornando-se cada vez mais capaz de alcançar tudo quando quiser.

Quantos são os problemas que a solução está à frente, mas o excesso de preocupação vos deixa cego, totalmente cego. Indo a casa espiritual, é orientado a orar, a fazer uma prece para tirar esse tampão dos olhos, tirar aquilo que impede você de enxergar a solução que está à frente, mas o excesso de preocupação é tão grande que não consegue, sequer fazer uma prece.

Muitos dizem: O que uma prece fará por mim diante desta imensa dificuldade que eu estou vivendo? No mínimo, alguns segundos de paz você encontrará. Repetindo essas preces, esses segundos vão se somando, dia após dia, hora após hora, prece após prece para que você viva a sua paz interior, fazendo com que a sua mente consiga produzir, fazendo com que você mostre todo o potencial que há.

Nosso exemplo, nossa referência é o Cristo. O próprio Mestre buscava o encontro com Deus em Suas preces, mostrando a todos que, diante de qualquer dificuldade, a melhor atitude que se tem é a concentração com Deus, é a comunhão com o Criador. Uma prece que se faz, diante de uma dificuldade, aquele que para e entra no seu quarto, fecha a porta e faz uma prece, naturalmente, terá uma visão diferenciada da situação em que está se vivendo. Não é mágica, não é milagre, é um ato natural do ser. Ao invés de se prejudicar, alimentando preocupações, troque-a por uma prece e obterá um resultado muito maior. Faça, pratique e observe a diferença em você mesmo. Em situações que não se faz uma prece,  você perde o controle, fica nervoso, esbraveja, se chateia, se perturba, mas quando faz uma prece alivia a mente, tranquiliza o coração, tem uma atitude mais racional diante do problemas e, assim, a solução vem.

São lições que o Mestre praticou e que se utilizada traz o resultado que desejamos para tudo em nossa vida. Mas aqueles que ainda não compreenderam a grandiosidade das lições de Jesus, ficam a patinar na própria vida, achando que o Mestre veio a falar especificamente de religião e não da comunhão com Deus, não da religiosidade, da ligação com o Pai Celestial.

Nós ensinamos tudo quanto aprendemos. Nós trazemos para cada um lições, especificamente, para a solução daquele problema, mas o mais importante é o aprendizado com o Cristo Jesus para que nunca mais o problema que vem hoje enfrentando, venha ser um obstáculo, mas sim apenas mais um degrau para que seja erguido, para que consiga subir em sua vida em suas conquistas.

 

Mensagem Psicofonada pelo Cigano Espiritual Juan Dominguez

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário.
Por favor, coloque seu nome aqui