Gula, avareza, luxúria, ira, inveja, preguiça, orgulho e vaidade são pecados que estão retratados na bíblia, por isso são bem conhecidos e discutidos pelas pessoas. Mas, existem alguns comportamentos que prejudicam nossa evolução de forma pecaminosa, e não são muito comentados.

SOFRER ALÉM DO QUE É NECESSÁRIO

Há certos momentos na vida em que sentir tristeza é inevitável. Decepções, doenças e perdas, nos colocam em contato em contato com a dor.

Ela nos força a questionar nossas crenças e desenvolver habilidades, a dor é uma ferramenta evolutiva que nos empurra para realizar mudanças. Quanto mais resistimos em realizar as transformações que a dor nos impõe, mais sofremos. A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Enfrente a dor promovendo as mudanças que a vida lhe exige, sofra menos e se torne uma pessoa mais forte e sábia.

DEIXAR-SE ENVOLVER POR CIRCUNSTÂNCIAS NEGATIVAS

Por vezes nos deparamos com algumas situações que nos desviam da prática de nossos melhores propósitos. Por exemplo, um politico inicia sua carreira com ótimas intenções, mas inserido em um ambiente corrupto acaba aderindo à desonestidade.

O marido vive feliz com sua esposa, mas em uma despedida de solteiro com amigos, acaba por cometer a traição. Essas faltas podem acontecer até mesmo em situações mais corriqueiras, você está fazendo dieta e alguém lhe oferece um doce, você come e trai o compromisso que firmou consigo mesmo. Mesmo sem a intenção de cometer um pecado, algumas circunstâncias a nossa volta conspiram para que cometamos deslizes. Nada mais contraditório do que saber o que é o certo a fazer, mas se deixar levar pelas circunstâncias.

INICIAR O DIA DE MAU HUMOR

Para não cometer o pecado de perder um dia produtivo é preciso cultivar o bom humor. Cada dia de nossa vida traz um universo de possibilidades a realizar. A qualidade da nossa energia define nosso ponto de atração!

Quando atuamos com bom humor, as boas situações naturalmente “surgem” em nosso caminho. Mesmo quando se acorda mal-humorado é possível usar o livre arbítrio para mudar esta postura, use sua sabedoria e força de vontade para atuar com positividade.

PREJUDICAR A EVOLUÇÃO DOS FILHOS

Quando nos encontramos na posição de mãe é difícil não se envolver mais do que o necessário. Em nome do amor, muitas mães vivem sobrecarregadas fazendo pelos filhos aquilo que eles já poderiam fazer sozinhos. A consequência imediata deste comportamento é o cansaço constante da mãe. Porém, a médio e longo prazo, o resultado prejudicará o filho, os pais e a sociedade como um todo.

Esse problema acontece porque de forma inconsciente, mães super protetoras impedem o desenvolvimento e a evolução de seus filhos. Uma residência familiar não é hotel, todos devem colaborar com a organização, respeitar horários e buscar uma convivência harmônica entre os moradores. O estilo de vida desenvolvido no lar será reproduzido em sociedade na vida adulta. Amar inclui criar condições para que os filhos possam se desenvolver como cidadãos éticos e autônomos.

Não permita que seu filho seja um folgado dentro de casa, porque esse comportamento será um modelo de conduta para ele no futuro. Depois de tanto amor e dedicação, será um pecado constatar que sua forma de educar acabou prejudicando a evolução de seu filho.

NEGAR-SE A APRENDER

No Brasil há mais aparelhos celulares do que pessoas. Na era da conectividade o acesso ao conhecimento está disponível a todos. Hoje em dia livros, palestras e cursos online são acessíveis de forma gratuita na internet. A vida é um grande processo de aprendizado, deixar de utilizar a tecnologia atual como mais uma fonte de desenvolvimento e evolução é um pecado.

DUVIDAR DA PRÓPRIA CAPACIDADE

Deus confiou a cada um de nós uma participação específica para realizar aqui na terra, cada ser humano é único. Mas, nem todos conhecem seus talentos, ou tem consciência de sua missão. Quando as coisas não dão certo em sua vida significa que você está trilhando o caminho errado, que ainda não está atuando de acordo com seu propósito de vida.

Não se precipite fazendo um autojulgamento negativo. Pratique o autoconhecimento, descubra suas habilidades e coloque-as em ação, sua vida fluirá em harmonia com o universo. A falta de autoconhecimento pode levar ao pecado de duvidar da própria capacidade de realização.

ESQUECER QUE VOCÊ É PARTE DA NATUREZA

Além de preservar a natureza do planeta é preciso respeitar a nossa natureza humana. Envolvidos pela pressa da rotina mecanicista atuamos como máquinas, ao agir contra a nossa natureza prejudicamos nossa saúde física, mental e emocional. Atualmente a velocidade tomou o lugar da qualidade, nos alimentamos no fast food, não temos tempo para refletir sobre a vida, e só percebemos que estamos em desequilíbrio quando alguma doença nos atinge.

Respeite a sua natureza, crie tempo para meditar, faça uma alimentação saudável, cultive os bons relacionamentos e conecte-se com o sagrado diariamente. Invista em sua qualidade de vida e evite o pecado de desencarnar antes da hora.

REPRESAR O AMOR

Os motivos que nos afastam da prática do mais nobre dos sentimentos podem ser diversos. Não ter superado uma decepção romântica e passar a viver com o coração fechado.

Se perder na ilusão oferecendo muito alimento ao ego, e não se lembrar de alimentar a alma com amor. Viver alienado em meio a compromissos e responsabilidades, e acabar ficando sem tempo para amar. Fique atento, tome cuidado com o vazio de uma vida ocupada  demais. O amor é precioso, ele impulsiona a nossa evolução sem sofrimento.

A vida passa rápido, represar o amor que habita em seu coração é um grande pecado. O maior pecado é toda ação, ou comportamento, que vai contra a primeira lei natural do universo, a lei da evolução constante.

Por Gisela Campiglia – Voluntária do TEMS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário.
Por favor, coloque seu nome aqui