A alegria sempre está presente na cultura cigana. Quando encarnados, os espíritos do Clã do Amor Fraterno, se reuniam em praças, em meio às cidades e encantavam com suas danças e oráculos. O bailado para os ciganos é muito mais do que apenas movimentar o corpo, é uma maneira de trabalhar as energias, espantar pensamentos negativos e encher o ambiente de energias positivas.

A dança faz bem tanto para o corpo, quanto para a alma. Esse é um ditado antigo que nossos antepassados sempre diziam e que traz uma grande verdade. Quando movimentamos o corpo, cuidamos de nossa saúde, evitando diversas doenças, aumentamos a resistência física, alongamos os músculos e tendões, melhoramos a postura, queimamos calorias, acontece a liberação da serotonina no organismo, melhoramos o humor e sono, combatemos o estresse, controlamos a ansiedade e conseguimos melhor a autoestima!

Como um povo que vêm de diversas partes do mundo e que está sempre em movimento, os ciganos não possuem apenas um estilo de dança específica. O bailado é uma mistura de vários ritmos e culturas diferentes ao redor do mundo. As energias são trabalhadas para que todos possam sentir a alegria cigana e se sintam melhores. As mulheres são as principais dançarinas dentro de um Clã. Eram elas que traziam o dinheiro quando iam para as praças, enquanto os homens vendiam os produtos e ficavam de guarda protegendo-as.

Em tudo o que fazem, os ciganos sempre colocam um significado. O movimento das mãos, a forma como balançam as saias, tudo é colocado sua essência. O bailado contém alguns dos elementos da natureza como a terra, quando dançam descalço. A energia da água é trabalhada quando há o movimento do quadril, que rege o ventre feminino. O elemento fogo está presente nas danças de influências árabes e espanholas, que possuem movimentos com força, mas com um toque de graça. E, por último, o ar que está presente nas danças que utilizam os véus, trazendo mistério, leveza e a limpeza da alma dentro do bailado.

O bailado cigano, é uma troca de energias, por isso, são utilizados diversos objetos que trazem mais beleza e significado.

  • Punhal: as mulheres começam a dança com ele escondido na roupa e no meio da apresentação tiram e realizam os movimentos. Ao som de músicas mais calmas, com tom de mistério e não há um ritmo específico. É uma dança muito expressiva como se fosse alguém se defendendo, batalha, proteção;
  • Véu: É uma mistura de esconder e revelar. Leva um lado místico para o bailado, mostrando a sensualidade e graça
  • Saia: É por meio de seus movimentos que a força cigana é representada;
  • Cinto de Moedas: Quando encarnados, os ciganos viviam viajando e as ciganas guardavam as moedas que ganhavam em seus cintos para que não fossem roubadas. Isso acabou virando parte do vestuário e dando ênfase a danças que envolviam o quadril;
  • Leque: Importante instrumento de limpeza em um bailado e para deixar a dança mais mística;
  • Flores: É de costume que quando se dança com uma rosa, os ciganos entreguem-na para sua companheira. É uma maneira de deixar a apresentação mais romântica;
  • Pandeiro: Com muitas fitas, o instrumento é tocado durante a música para deixá-la mais animada;
  • Espada: Representa as lutas que eram realizadas para que o povo conseguisse sobreviver as perseguições;
  • Castanholas/ Snujs: Utilizadas para dançam mais fortes e músicas flamencas para trazer mais sentimento para a apresentação.

É de costume que o bailado cigano não se tenha coreografias, pois acreditam que a dança deve ser realizada espontaneamente e vida do coração. Por isso, coloque músicas alegres em seu lar, junte sua família e não perca mais tempo para dançarem juntos e trabalhar a alegria cigana e movimentar as energias em sua casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário.
Por favor, coloque seu nome aqui