O Cristo, quando estava ao lado de seus discípulos, diversas vezes observava eles discutirem quem era o maior, quem era o mais poderoso, quem era o mais forte, quem era o preferido. E não observavam que quando iniciavam aquelas intrigas, o próprio Cristo retirava-se e ia junto àqueles que eram os mais fortes, tinham mais sabedoria, as crianças…

Humildes e simples, tinham o poder de não guardar mágoas, nem rancor. Tinham o poder de perdoar com uma simplicidade na qual fariam com que se mantivessem fortes. Elas ensinavam aqueles que julgavam-se conhecedores, mas que tinham muito ainda a aprender. Deste modo, todos nós, a cada dia, temos a oportunidade de reviver esses ensinamentos do Cristo, colocando-os na prática da humildade e da simplicidade.

Mensagem psicofonada pelo espírito de Augusto Irineu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário.
Por favor, coloque seu nome aqui